Crochet,  Dicas

Como fazer um pompom sem que ele se desfaça?

Há uns dias atrás, fiz uma sondagem nas redes sociais acerca de como fazer pompons. Uma das questões que foram colocadas foi se a sua execução tinha sido fácil ou difícil. A maioria das pessoas respondeu que sim, mas houve uma minoria que respondeu não, que o pompom se desfez no final.  

Ora, se fazes parte dessa minoria então este artigo é para ti, pois hoje vou te mostrar diversas maneiras de fazer pompom e qual a melhor.  

Como podes verificar na imagem abaixo, os três pompons são notavelmente diferentes. Porquê? porque foram feitos em três técnicas diferentes. Existem quatro tipos de técnicas mas, para já, só experimentei três. Mesmo assim vou explicar e dar a minha opinião nos quatros tipos.  

Quais são os tipos técnicas que existem para fazer um pompom?

Existem quatro tipos de técnicas para fazer um pompom com:

  • um simples garfo;
  • dois rolos de cartão;
  • dois discos de cartão;
  • uma espécie de retângulo de cartão.

Qual o material a utilizar e como se faz em cada técnica?

Em todas as técnicas precisarás de um linha (como é óbvio e de preferência que seja mais grossa e felpuda) e de uma tesoura.  

Técnica do Garfo

Nuns artigos anteriores, nomeadamente nos artigos do Amigurumi Coelho e Amigurumi Ovelha, já foi explicado  a técnica do garfo. Aqui, vais precisar, para além dos materiais referidos anteriormente, de um garfo.  

Procedimentos

Com um garfo enrolas a linha à volta dos dentes. Assim que vires que tem uma grossura consistente e o tamanho desejado, corta uma linha mais fina (de preferência da mesma cor, ou então podes utilizar a mesma linha do pompom) e atravessa-a por entre os dentes do meio, dando dois nós bem apertados em cada lado. Depois retira-o do garfo e corta as duas pontas. Abre o pompom e apara-o para que fique redondinho e pequenino. As imagens abaixo (cuja a verdadeira autoria é do blog “Como faz Artesanato passo a passo“), explicam melhor todos os passos descritos acima.  

 Técnica para fazer pompom

Técnica dos Rolos

Material extra

Para a técnica dos rolos vais precisar de dois rolos de cartão (pode ser aqueles que vêm com o papel higiénico ou o de cozinha).  

Procedimentos

O processo é semelhante ao da técnica do garfo: Prende a linha entre os dois rolos e enrola-a depois em ambos, tal como sugere a imagem abaixo (cuja a verdadeira autoria é do blog “Como faz Artesanato passo a passo“). Enrola as vezes que forem necessárias e pára quando vires que é suficiente. Com uma linha mais fina (ou a mesma do pompom), faz-la passar por entre os dois rolos de maneira que apanhe toda a linha que está enrolada. Dá dois nós bem apertados em cada lado. De seguida retira os rolos e corta as pontas. Abre o pompom e apara-o.  

tecnica para fazer pompom

Técnica dos Discos

Material extra e antes de fazeres o pompom

Para além dos materiais descritos no inicio deste capítulo, nesta técnica também irás precisar de cartão (pode ser um cartão de uma caixa de bolachas ou cereais), de um compasso e de uma régua.  

Em primeiro lugar, define o tamanho do teu pompom, tendo em conta que o tamanho mais pequeno que poderás fazer será de 2 cm de raio. De seguida, pega no teu compasso e mede 2 cm com ajuda de uma régua, e desenha o círculo no cartão. Agora vais fazer o o círculo mais pequeno com a diferença de 1 cm do círculo anterior. Utilizando novamente o compasso e a régua mede 1 cm e desenha dentro do círculo maior. Repete os dois primeiros passos anteriores para obteres o segundo disco. Recorta os dois discos.  

Procedimentos

Junta os discos lado a lado e faz passar a linha no centro dos dois. Corta um bom pedaço de linha e enrola-a nos dois discos, fazendo-a passar SEMPRE no centro dos dois. Quando a linha acabar corta outro pedaço grande e repete os procedimentos anteriores (não precisas de dar nenhum nó, apenas prende a ponta à medida que enrolas). Certamente vais reparar que quanto mais enrolas, mais vais fechando o centro dos discos com a linha. Assim que vires que o centro está bem fechadinho, corta a linha e finaliza.  

Com uma tesoura, corta a linha nas bordas dos discos e assim que encontrares o cartão, insere a tesoura entre os dois discos e continua a cortar pela borda. Não te preocupes com a ponta da linha solta que deixaste no passo anterior nem com os pedaços de linha que se estão a soltar, logo que não saiam do centro dos discos não há problema.  

Depois de teres cortado as bordas até dares a volta completa, corta um bocado de linha (pode ser a mesma que utilizaste até agora), insere-a entre os dois discos e dá dois nós bem apertados em cada lado. Em seguida dá um corte nos dois discos, retira-os e abre o pompom. Apara-o para que fique fofinho e redondinho. A imagem abaixo (cuja autoria é do blog “Marrispe Artesanato“), mostra todos os passos até aqui descritos para esta técnica.  

 Marrispe Artesanato

Técnica do Retângulo

Esta técnica é semelhante à dos discos e também irás precisar de cartão, de um lápis e de uma régua.  

Tal como a técnica dos discos, em primeiro lugar, define o tamanho do teu pompom. Depois, com ajuda de uma régua desenha no cartão uma figura idêntica a esta imagem, tendo em conta que a altura é o que define o diâmetro do teu pompom.  

Faz dois retângulos tal como se fez nos discos e junta-os lado a lado.   De seguida, enrola a linha à volta das duas pontas. Quando vires que tem o tamanho que desejas corta a linha.   Com um bocado de linha mais fina (ou até mesmo com a linha que já utilizaste), faz-la passar por entre a ranhura e faz dois nós bem apertados em cada lado.  

Insere a tesoura entre os dois cartões e corta a linha enrolada, nas extremidades. Retira os cartões, abre o teu pompom e apara-o. A imagem abaixo (cuja autoria é do blog “With Alex“), mostra todos os passos até aqui descritos para esta técnica.  

 With Alex Blog

Qual a melhor técnica para fazer um pompom?

Como disse inicialmente, das quatro técnicas referidas, apenas experimentei três: a do garfo, a dos discos e a do retângulo.  

A forma e o tamanho dos pompons variam conforme a técnica. Se queres fazer pompons mais pequenos então as melhores técnicas seriam a do garfo e do retângulo, Se queres fazer um pompom maior recomendo que faças as técnicas dos rolos ou dos discos. No caso da forma do pompom, enquanto que nas técnicas do garfo e dos discos o pompom fica mais fofinho e redondinho, nas técnicas do retângulo e dos rolos o pompom fica mais lenticular.  

A técnica dos discos é mais demorada em comparação com as outras, mas para mim é das melhores em termos de execução. Porquê? Porque, quando fiz as técnicas do garfo e do retângulo sofri o mesmo que tu: o pompom desfez-se todo no final.

Na técnica dos discos isso nunca aconteceu. Foi a primeira técnica que aprendi e a que tive maior sucesso. É mais fácil para controlar o tamanho e saber a altura ideal em que podes começar a cortar nas extremidades (quando o centro ficar preenchido com a linha), sem o pompom se desmanchar. Para além disso, o pompom fica mais prefeitinho e fofinho, quando comparado com a técnica do garfo.  

Conclusão

Então, já sabes que técnica vais utilizar? Espero que este artigo te tenha ajudado e tirado todas a dúvidas. Experimenta fazer uma das técnica e conta-me como correu, tenho a certeza que agora o pompom não se vai desfazer e vais te tornar numa expert em pompons!  

Quanto às imagens dos passos, peço desculpa por não serem da minha autoria. Gostava ter tido mais tempo para tirar fotos passo a passo, mas assim que tiver mais tempo irei alterar isso!  

Tens uma conta no Pinterest? Guarda a imagem abaixo para poderes recorrer a este artigo sempre que te esqueceres ou precisares de saber de como se faz um pompom.  

Espero que tenhas um bom fim de semana e já que o natal está quase quase a chegar, desejo-te um maravilhoso Natal na companhia de quem mais amas! 🎅

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *